Corinthians 8 x 0 Nacional-UR - Semifinal - Libertadores Feminina 2021

Libertadores Feminina 2021 - Corinthians 8 x 0 Nacional-UR

Partida de futebol entre Corinthians 8 x 0 Nacional-UR nLibertadores Feminina 2021

https://www.meutimao.com.br/jogo/7205/libertadores_feminina_2021/corinthians-8-x-0-nacional-ur

02:00

2021-11-16T17:30:00

Manuel Ferreira

Endereço: Av. Mariscal López, Recoleta, Asuncion, Paraguay, Assunção, , Paraguai

Corinthians 8 X 0 Nacional-UR

Libertadores Feminina 2021
16 de novembro de 2021, 17:30
Corinthians 8 x 0 Nacional-UR
Manuel Ferreira

Sobre a Partida

Corinthians atropela o Nacional-URU e garante vaga na final da Libertadores Feminina

O Corinthians voltou a dar show em campo na tarde desta terça-feira e garantiu vaga na final da Libertadores. O Timão não tomou conhecimento do Nacional e goleou a equipe uruguaia por 8 a 0.

O primeiro tempo teve um cenário bem distinto do segundo. Na etapa inicial, o jogo foi bastante pegado e ficou no 1 a 0 para o Timão. Já na segunda metade, o Corinthians se soltou em campo e chegou aos oito gols no total.

Agora se prepara, Fiel! O Corinthians volta a entrar em campo no próximo domingo, dia 21, na grande final da Libertadores. A bola rola às 20h e o Timão busca a taça diante do Independiente Santa Fé, da Colômbia.

As titulares!

O técnico Arthur Elias fez algumas mudanças no Corinthians para enfrentar o Nacional. Assim, o Timão foi escalado com Kemelli, Poliana, Gi Campiolo, Pardal, Yasmim, Diany, Gabi Zanotti, Tamires, Gabi Portilho, Adriana e Vic Albuquerque.

Arthur Elias definiu seu time titular para a semifinal da Libertadores

Meu Timão

A equipe uruguaia, por sua vez, foi a campo com Villanueva, Costa, Colman, Ferradans, Viera, C. Gómez, Bermúdez, L. Gómez, Á. Gómez, Morales e Pizarro.

O jogo

Primeiro tempo

O Corinthians conseguiu sua primeira finalização com pouco mais de 30 segundos de jogo. Gabi Portilho recebeu o passe em profundidade pela lateral direita e fez o cruzamento na área para a finalização de Diany, mas a bola saiu pela linha de fundo.

A equipe alvinegra era só pressão nos primeiros minutos, em busca de abrir o placar o quanto antes. Com cinco minutos, Vic Albuquerque cobrou falta na barreira e a sobra foi de Yasmim, que dominou no peito e bateu alto, mas mandou a bola por cima do gol.

A primeira tentativa do nacional foi pouco antes dos dez minutos, quando Pizarro fez o lançamento na área e Ferradans conseguiu o desvio de cabeça, mas Kemelli fez a defesa sem dificuldades. O Corinthians respondeu rápido e com perigo: Tamires fez a jogada na linha de fundo e acionou Vic dentro da área, que tocou de calcanhar para Adriana finalizar de primeira na entrada da área.

A bola desviou na defesa e saiu no escanteio que gerou o primeiro gol do Timão no jogo. Yasmim foi responsável pela cobrança e Gi Campiolo subiu alto, venceu a adversária e cabeceou forte para inaugurar o marcador. O time do Nacional tentou a resposta rápida, mas Kemelli fez boa defesa no chute rasteiro e afastou o perigo.

Antes dos 15 minutos, o Nacional ainda fez forte reclamação por um possível pênalti envolvendo Pardal, mas a arbitragem não marcou nada no lance. Nos dez minutos seguintes, os ânimos foram acalmados e o Corinthians valorizou bastante a troca de passes. Tamires teve duas boas chegadas, mas Villanueva fez boas defesas.

O Timão voltou a levar perigo pouco antes dos 30 minutos, com Gabi Portilho. A camisa 18 tabelou com Adriana, invadiu a área e bateu cruzado, mas a bola desviou na marcação e foi afastada antes de Gabi Zanotti conseguir completar a jogada. Cinco minutos mais tarde, Poli avançou pela lateral e cruzou a bola na cabeça de Vic Albuquerque, mas a atacante mandou por cima do gol.

Pouco depois, foi a vez de Adriana tentar seu gol. A camisa 16 recebeu o passe, colocou a bola na frente e venceu a marcação para bater rasteiro, mas Villanueva fez a defesa. Os minutos finais marcaram uma partida muito pegada e de algumas faltas duras, mas sem novas chances de perigo para os dois lados.

Segundo tempo

O Corinthians voltou disposto a ampliar a vantagem e conseguiu com menos de cinco minutos. No lance seguinte após sofrer uma falta duríssima, Diany respondeu da melhor maneira e marcou um golaço: ela ficou com a bola na entrada da área, limpou a marcadora e bateu por elevação sem chances de defesa para a goleira.

Pouco depois, foi a vez de Vic deixar seu gol na partida. Adriana recebeu o passe pela direita e bateu firme, mas parou na defesa de Villanueva. Mesmo depois de ficar caída na área, ela levantou e conseguiu bom passe para a camisa 17 marcar de voleio seu quarto gol pela equipe na competição.

Com cerca de 18 minutos, o Corinthians firmou a goleada. Tamires fez boa jogada pela esquerda e cruzou na área para Gabi Portilho, que bateu de primeira e estufou a rede. Logo depois, Arthur Elias fez as duas primeiras substituições do Timão: Andressinha e Jheniffer entraram nos lugares de Gabi Zanotti e Tamires.

Na primeira oportunidade, a dupla recém-colocada em campo participou do quinto gol alvinegro na partida. Andressinha recebeu pelo meio e acionou Vic Albuquerque por elevação dentro da área, ela ajeitou de peito para Jheniffer e a camisa 9 não perdeu a oportunidade. 5 a 0 para o Timão!

Aos 25 minutos, o Corinthians teve um pênalti para converter e aproveitou a oportunidade. Gabi Portilho recebeu o passe na entrada da área, invadiu e foi derrubada por Colman. A responsável pela batida foi Adriana, que chutou firme e converteu.

Logo após a cobrança, uma confusão se iniciou. A geração das imagens não flagrou o que aconteceu, mas o Corinthians se posicionou rapidamente nas redes sociais e expôs que a Vic Albuquerque, que foi flagrada chorando, ouviu uma adversária chamar Adriana de "macaca".

Pouco depois do reinício do jogo, Arthur fez três mudanças: Pardal, Vic Albuquerque e Adriana saíram para as entradas de Juliete, Ingryd e Grazi. Mais uma vez, as mudanças de Arthur surtiram efeito: Juliete aproveitou a sobra na entrada da área e bateu no canto para fazer o sétimo gol. Na comemoração, todas as atletas se uniram e ergueram os braços no clássico símbolo contra o racismo.

Nos minutos finais, ainda deu tempo de mais um gol. Grazi recebeu o passe dentro da área, venceu a marcador a e bateu na saída da goleira para fazer o oitavo do Timão. Na comemoração, mais uma vez os braços erguidos e o recado importante: racismo não!

Ficha técnica de Corinthians 8 x 0 Nacional-UR

Competição: Copa Libertadores Feminina da América
Local: Manuel Ferreira, Assunção, Paraguai
Data: 16 de novembro de 2021 (terça-feira)
Horário: 17h30 (de Brasília)

Gols: Giovanna Campiolo, Diany, Gabi Portilho, Victória Albuquerque, Adriana, Jheniffer, Juliete, Grazi (Corinthians)
Cartões amarelos: Pardal e Gabi Zanotti (Corinthians)

CORINTHIANS: Kemelli; Poliana, Giovanna Campiolo, Pardal (Juliete) e Yasmim; Diany, Gabi Zanotti (Andressinha), Gabi Portilho e Tamires (Jheniffer); Victória Albuquerque (Ingryd) e Adriana (Grazi).
Técnico: Arthur Elias

NACIONAL-UR: Villanueva; Costa, Colman e Ferradans; Viera, C. Gómez (Solange Lemos), Bermudez, L. Gómez e Á. Gómez; Morales (Ferrada) e Pizarro.

Quem Atuou

Títulares

Reservas

Técnico

Comente a partida: Corinthians 8 x 0 Nacional-UR

Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a comentar!

x