Mudança de postura do Corinthians em relação a ingressos causa revolta em torcedores; entenda

12 mil visualizações 86 comentários

Jogo contra o Ituano não contou com torcida; o contra o Palmeiras foi suspenso

Jogo contra o Ituano não contou com torcida; o contra o Palmeiras foi suspenso

Daniel Augusto Jr./Ag. Corinthians

Em meio a tantos problemas e dívidas divulgados nos últimos dias, alguns torcedores do Corinthians têm mais um motivo para se revoltar com o clube: a postura referente aos ingressos das partidas contra Ituano e Palmeiras. O Timão optou por não ressarcir os valores de quem havia adquirido as entradas antecipadamente e revoltou torcedores.

Para entender a história é preciso voltar ao dia 13 de março deste ano. Dois dias antes da partida contra o Ituano, pelo Paulistão, o Corinthians viu o início da pandemia do novo coronavírus no Brasil fechar os portões da Arena. O jogo, que aconteceu no dia 15, não contou com torcedores no estádio.

No mesmo dia, por meio de uma nota oficial, o clube divulgou qual medida seria tomada em relação aos ingressos que já haviam sido adquiridos pelos torcedores - cerca de 21 mil entradas.

"Os torcedores que adquiriram ingressos para a partida poderão deixar o valor como crédito a ser utilizado em até seis meses ou solicitar reembolso, no prazo de até 30 dias, pelo canal onde foi realizada a compra por meio de página a ser disponibilizada em breve. Ingressos adquiridos na bilheteria serão reembolsados na Arena Corinthians em data a ser informada", dizia o texto.

No dia 16 de março, a Federação Paulista de Futebol paralisou o Paulistão e, com isso, suspendeu o clássico contra o Palmeiras. A partida também já estava com a venda antecipada aberta de ingressos.

A Fiel, então, esperou o que havia sido dito pelo clube no comunicado inicial. No dia 9 de abril, o Corinthians enviou uma notificação para quem havia adquirido os ingressos em forma de pesquisa. O torcedor poderia optar por manter o crédito para os próximos jogos ou pedir o reembolso. No texto, o prazo para a solicitação de reembolso era de 25 de março a 25 de setembro de 2020.

Opções para os sócios do Fiel Torcedor

Reprodução

Para a surpresa dos torcedores, no entanto, no dia 17 de abril, o Corinthians mudou de ideia. Por meio de nova nota, o clube confirmou que os valores dos ingressos seriam revertidos em créditos para serem usados em jogos na Arena Corinthians até dezembro de 2021. Não existia mais a possibilidade de reembolso. Isso nem para quem é sócio do Fiel Torcedor e nem para aqueles que compraram as entradas por meio do site Ingressos Corinthians.

A postura do Corinthians

A mudança de postura do Corinthians se baseou na Medida Provisória 948, aprovada pelo Governo Federal no início de abril. O texto diz que, por conta da pandemia do coronavírus e da situação de emergência de saúde, "prevê que na hipótese de cancelamento de serviços, de reservas e de eventos, incluídos shows e espetáculos, o prestador de serviços ou a sociedade empresária não serão obrigados a reembolsar os valores pagos pelo consumidor, desde que assegurem: a) a remarcação dos serviços, das reservas e dos eventos cancelados; b) a disponibilização de crédito para uso ou abatimento na compra de outros serviços, reservas e eventos, disponíveis nas respectivas empresas; ou c) outro acordo a ser formalizado com o consumidor".

A explicação em relação à MP, porém, só é feita para os torcedores que buscam o clube para solucionar a dúvida em relação ao reembolso. No comunicado oficial, divulgado no site, o Corinthians apenas disse que os ingressos seriam revertidos em crédito. No site de compra de ingresso, não consta nenhuma informação sobre os créditos ou reembolso. Ao acessar a área de ingressos, o torcedor vê que o jogo foi alterado para 25 de outubro de 2020 e que a impressão das entradas pode ser feita a partir do dia 22 do mesmo mês - veja abaixo.

Reprodução da página de ingressos do site do Corinthians

Reprodução

Questionado pela reportagem do Meu Timão durante live na semana passada sobre a situação, o presidente Andrés Sanchez foi direto: "Essa mudança de reembolso para deixar como crédito foi porque o dinheiro já estava no Fundo e tirar de lá seria mais complicado" - veja mais no vídeo abaixo.

Desde a inauguração do estádio alvinegro, todos os valores de bilheterias da Arena Corinthians são destinados ao Fundo que realiza os pagamentos das obrigações e dívidas referente à construção do local.

As reclamações dos torcedores do Corinthians

Diante da falta de informação sobre o não-reembolso e da obrigatoriedade por créditos, os torcedores do Corinthians procuraram alternativas. O Reclame Aqui, site de reclamações contra empresas, tem recebido diversas notificações em relação ao problema. Na página da Arena Corinthians, são três. Na do Corinthians, mais de 20.

Todos os torcedores reclamam da falta de informações e da política aplicada pelo clube. Muitos justificam que, em meio à pandemia, o dinheiro do reembolso tem feito falta. Em todas as reclamações, o Corinthians apenas pede para que o reclamante entre em contato via ouvidoria. Alguns torcedores, em contato com a reportagem do Meu Timão, relataram que quando conseguem respostas da ouvidoria apenas são informados que o clube se baseia na MP 948 e que eles terão apenas o crédito conforme divulgado, sem conversas.

Outros torcedores estão questionando a justificativa dada por Andrés Sanchez. É o caso de Felipe Ventura, que comprou quatro ingressos para o Setor Leste Inferior para a partida contra o Palmeiras - valor total de R$ 440.

"Se o clube já não tinha esse dinheiro (por ter ido para o Fundo) porque fez a pesquisa? Fiquei muito desapontado com essa informação, pois nesse momento de pandemia é complicado deixarmos qualquer valor que seja parado por causa de coisas que não são essenciais", explicou o operador de máquinas e estudante.

Felipe ainda contou que tinha feito a compra apenas três dias antes da paralisação e que quando soube pensou em cancelá-la e pedir o estorno do cartão. Ao entrar em contato com o clube, porém, foi informado de que não deveria se preocupar e que o dinheiro seria devolvido em breve.

"Sou Corinthians agora e sempre. Porém, é lamentável a atitude do clube com seus torcedores. Aos mesmos que o carregam em momentos difíceis, o clube dá as costas dessa maneira", finalizou o torcedor.

Importante lembrar que não existe qualquer previsão de retorno dos jogos do Corinthians para a utilização desses créditos. Por conta do coronavírus, todos as partidas de futebol estão suspensa no Brasil. Os estudos ainda indicam que, quando for possível retornar às disputas, elas devem acontecer de portões fechados.

Veja as declarações do presidente Andrés Sanchez

Veja mais em: Torcida do Corinthians, Arena Corinthians, Diretoria do Corinthians e Ingressos.

Veja Mais:

  • Giuliano concluiu a transição e deve ser relacionado para duelo com o Grêmio

    Corinthians faz treino tático para jogo contra o Grêmio e conta com retorno de Giuliano

    ver detalhes
  • Duilio Monteiro Alves (presidente) e José Colagrossi Neto (superintendente de marketing e comunicação) estão à frente das conversas com a empresa

    Corinthians e empresa do ramo de agronegócio negociam acordo de patrocínio; veja os detalhes

    ver detalhes
  • Róger Guedes defendeu o trabalho de Sylvinho no Corinthians

    Róger Guedes defende Sylvinho no Corinthians: 'Vai ser um dos melhores do Brasil'

    ver detalhes
  • Róger Guedes destacou ambições com a camisa do Corinthians para 2022

    Róger Guedes explica 'não' a clube árabe e destaca vontade de fazer história pelo Corinthians

    ver detalhes
  • Corinthians lança camisa em homenagem a Sócrates; em 2021, completam-se dez anos sem o ídolo alvinegro

    Corinthians lança camisa em homenagem a Sócrates; veja fotos e detalhes

    ver detalhes
  • Corinthians perdeu para o Cerrado pelo NBB

    Corinthians perde para o Cerrado jogando em casa pelo Novo Basquete Brasil

    ver detalhes

Últimas notícias do Corinthians

Comente a notícia:

x