Um dos alvos do protesto no Corinthians, Augusto Mello marca presença e aprova cobrança

9.0 mil visualizações 72 comentários

Por Vitor Chicarolli e Tomás Rosolino

Augusto Mello apareceu em uma das faixas confeccionadas especialmente para o protesto deste sábado

Augusto Mello apareceu em uma das faixas confeccionadas especialmente para o protesto deste sábado

Rodrigo Vessoni/Meu Timão

O protesto das torcidas organizadas do Corinthians na manhã deste sábado, no Parque São Jorge, teve uma ocasião inusitada. Augusto Mello, retratado em uma das bandeiras confeccionadas para o evento como "ratazana" ao lado de outros dirigentes, marcou presença e disse apoiar o movimento.

"Estou aqui dando a cara pra bater. Sou oposição, protesto legal, pacífico. Foi um integrante que colocou meu nome, não tem nada a ver. É hora, sim, tem que ter essa cobrança justa. Eu não sou conselheiro, aliás. Minha chapa elegeu 25 conselheiros e todos votaram pela reprovação das contas. Sou oposição", comentou o segundo colocado na eleição realizada no fim do ano passado.

"Faz seis anos que eu não participo dessa gestão aí. Acho o protesto justo, estou junto com vocês", disse, ouvindo que, "enquanto ele fizer parte da política do clube, nós vamos continuar colocando seu nome". Augusto ainda teve a oportunidade de falar com os torcedores.

Augusto em entrevista ao Meu Timão

Augusto em entrevista ao Meu Timão

Meu Timão

Antônio Goulart, André Negão, Duilio Monteiro Alves, Edu Ferreira, Mario Gobbi, Paulo Garcia, Augusto Mello e Roberto de Andrade aparecem ao lado de Andrés Sanchez na imagem que ainda conta com os inscritos "Fora Ratazanas".

As organizadas presentes foram a Gaviões da Fiel, Camisa 12, Estopim, Pavilhão Nove, Coringão Chopp e Fiel Macabra. O ato começou por volta das 10h, na Praça Lions Clube Penha, e seguiu até o Parque São Jorge por volta das 11h.

O objetivo das torcidas era que, no ato, os corinthianos pudessem "mostrar que não estamos nas arquibancadas por conta da pandemia, mas estamos mais vivos do que nunca". O protesto é contra a má gestão financeira dos últimos anos, o poder do grupo 'Renovação & Transparência', os conselheiros que votaram pela aprovação das contas de 2019 e 2020, e contra a diretoria de futebol.

Veja mais em: Torcidas organizadas e Diretoria do Corinthians.

Veja Mais:

  • Bruno Paulo ficou sob contrato com o clube entre maio de 2016 e julho de 2019

    Corinthians faz acordo com Bruno Paulo na Justiça do Trabalho; veja os detalhes

    ver detalhes
  • Diego Figueredo é o mais novo reforço do Corinthians

    Corinthians anuncia contratação de armador argentino após a saída de Fuller

    ver detalhes
  • Corinthians e Fortaleza ficaram no 0 a 0 na Fazendinha

    Corinthians e Fortaleza empatam sem gols pelo Campeonato Brasileiro de Aspirantes

    ver detalhes
  • Giuliano mais uma vez treinou no gramado com os companheiros e fica perto do seu melhor condicionamento

    Corinthians treina com volta de garoto e evolução de reforços em busca da estreia

    ver detalhes
  • Raul Gustavo sentiu o joelho direito e fez trabalho na parte interna do CT

    Dupla do Corinthians sente incômodos e faz trabalho interno no CT Joaquim Grava

    ver detalhes
  • Edson Junior inaugurou um projeto social para formação goleiros

    Preparador de goleiras do Corinthians inaugura projeto social em São Paulo; veja detalhes

    ver detalhes

Últimas notícias do Corinthians

Comente a notícia:

x