Gabriel se tornará o sexto jogador a completar 100 jogos na Neo Química Arena: 'Sonho realizado'

8.5 mil visualizações 139 comentários

Se nenhuma intercorrência acontecer até domingo, Gabriel se tornará o sexto jogador do Corinthians a completar 100 jogos na Neo Química Arena

Se nenhuma intercorrência acontecer até domingo, Gabriel se tornará o sexto jogador do Corinthians a completar 100 jogos na Neo Química Arena

Rodrigo Coca / Agência Corinthians

Se nenhuma intercorrência acontecer até domingo, Gabriel se tornará o sexto jogador do Corinthians a completar 100 jogos na Neo Química Arena, estádio construído em 2014. O duelo com o Flamengo, às 16h, será válido pela 14ª rodada do Brasileirão.

O volante, que chegou ao Parque São Jorge no início de 2017, alcançará uma marca que faz parte dos currículos apenas de Cássio (207), Fagner (189), Jadson (112), Gil (104) e Romero (103). O camisa 5 do Corinthians falou ao portal Meu Timão sobre a marca - veja abaixo.

Meu Timão: Como recebe a notícia que se tornará o sexto jogador a completar 100 jogos na Neo Química Arena?

"Muito feliz, é difícil até falar de uma marca que poucos conseguiram e talvez poucos irão conseguir, já que no futebol hoje em dia é mais difícil ter jogadores identificados com os clubes, que ficam bastante tempo, chegar nessa marca não é fácil. É preciso muito trabalho e constância, uma coisa que eu sempre bato na tecla. Fico feliz em chegar a essa marca, um motivo a mais para me concentrar e buscar a vitória para fechar com chave de ouro essa marca".

Meu Timão: O que significa para você jogar na Neo Química Arena?

"Significa um sonho realizado, um moleque torcedor do Corinthians, estar num estádio desse, o melhor do Brasil sem dúvida. Não foi só falado por mim, mas por muitos. Infelizmente não tem o nosso torcedor ao nosso lado, que sempre deixa o jogo mais bonito e mais prazeroso de jogar, mas agora é fazer nosso melhor. Sempre que acabaram esses 99 jogos eu coloquei a minha cabeça no travesseiro e sei que fiz o meu melhor, independentemente se perdeu, empatou ou ganhou. Isso faz parte. Mas a entrega e a dedicação nunca faltaram. Isso é o meu DNA, o do clube e o do torcedor."

Camisa de Gabriel no vestário da Neo Química Arena; domingo, contra o Flamengo, será a 100ª vez que ficará pendurada

Camisa de Gabriel no vestiário da Neo Química Arena; domingo, contra o Flamengo, será a 100ª vez que estará pendurada

Rodrigo Coca / Agência Corinthians

Meu Timão: Qual impacto que vem tendo a ausência da torcida no estádio para você e seus companheiros?

"É diferente, é outro jogo. Desde março de 2020... é um período grande, difícil de acostumar, mas temos de passar por cima disso. São jogos complicados, que valem muito. Mas, como eu disse em outras entrevistas, o Corinthians é o clube mais prejudicado pela ausência da torcida. Um exemplo disso que ficou marcado para mim é aquele de 2017 contra o Fluminense, do título. Levamos um gol logo no início, mas a torcida gritou e incentivou ainda mais. Eu sabia que o título viria. O torcedor eu já vi ele empatar ou ganhar jogo, depende de nós mas já vi muitas vezes ajuda. Aquele 3 a 2 no Palmeiras no mesmo Brasileiro foi incrível, as torcidas (organizadas) se juntaram numa única voz, foi especial. Eu nunca tinha visto nada parecido na minha vida. Antes do jogo eu sabia que ganharíamos, vi o adversário assustado e a gente com sangue no olho. Mas é manter a concentração em busca dos resultados".

Meu Timão: E, por falar em Neo Química Arena, você faz parte do tour do estádio. Seu chute na porta de uma das salas durante aquele Dérbi do Paulista de 2017, quando você foi expulso injustamente, faz parte do passeio dos visitantes pelas dependências do local. Você sabia disso?

"Sim, eu sabia. Me arrepio. Toda vez que eu entro em campo eu vejo a marca na porta, realmente tem a minha marca (risos). Acho que até a porta onde a arbitragem se troca. Foi realmente a emoção de estar p... de ser injustiçado, aconteceu tudo aquilo num clássico, meu primeiro contra o Palmeiras. Aquele jogo nos levou a dar uma arrancada, naquele ano épico, então, eu fico feliz de estar marcado na arena, é especial como torcedor e ninguém vai me tirar isso."

Gabriel foi expulso injustamente no Dérbi da primeira fase do Paulistão 2017

Gabriel foi expulso injustamente no Dérbi da primeira fase do Paulistão 2017

Reprodução/TV

Meu Timão: E o desafio de encarar o Flamengo, um dos times mais badalados do momento?

"Corinthians é isso, sempre joga esses confrontos de maneira diferente e é respeitado. Aliás, um dos motivos de eu falar aquilo após o gol contra o Palmeiras (de empate, no primeiro turno do Brasileirão 2021) foi isso. Eu não gosto de ouvir nem ver alguém dizendo que o adversário é isso ou aquilo. Eu quero saber de nós, jogar na nossa arena não é uma missão fácil. Estamos trabalhando bastante, temos de melhorar muita coisa, tem coisas que precisam continuar. É lutar, correr e batalhar. É a história do Corinthians. São mais de cem anos. Isso tá no nosso DNA. E num período que ainda dá pra sonhar com coisas grandes. Corinthians x Flamengo, clássico, vamos medir forças".

Meu Timão: Você parece ser um cara que sente e se incomoda quando há prognóstico de derrota do Corinthians de forma unânime e taxativa...

"Eu fico louco, isso me motiva mesmo. Aquela coisa que machuca, que te deixa p... mas que você lembra de onde vem, de quem é você, e você tira algo positivo disso. Muitas vezes vamos lá e ganhamos. Sabemos do nosso potencial, depende de nós, independentemente do que se fala. Mas isso me deixa p... deixo isso claro. Mas também me motiva bastante."

Meu Timão: E o que falar dos jovens no atual elenco? Como está a adaptação deles no dia a dia no CT?

"A adaptação deles está boa, conversamos bastante e corrigimos algumas coisas. Nós, experientes, também precisamos melhorar e corrigir as coisas. Os meninos da base vêm fazendo bons treinos, elevam o nível dos treinos, isso deixa mais perto da vitória nos jogos. O campeonato é detalhe, duas, três vitórias deixam você lá em cima. Mas me incomoda ficar numa posição que não é compatível, ainda mais pra quem sabe o sabor do caminho das vitórias no clube."

Meu Timão: E o Sylvinho? Faz cerca de dois meses que ele está com vocês. O que pode dizer sobre o treinador?

"Ele é trabalhador, tem um conhecimento impressionante, viveu muita coisa no futebol. Tudo que ele passa a nós faz sentido, acontece nos jogos. Ele é pilhado, que tem total respeito do grupo. Vamos fazer de tudo para o Corinthians melhorar, sim. É um período curto, mas que vem gerando bons frutos."

Meu Timão: E o Brasileirão em si? O Corinthians tem qual objetivo na competição?

"Campeonato vem acontecendo, estamos com um terço disputado, todos os jogos são decisão. Um, dois pontos que deixa escapar acaba fazendo falta. É uma disputa que estamos oscilando um pouco, mas tentando fazer o melhor. Eu quero ser campeão, o Corinthians quer ser campeão. Está distante, mas não é impossível. Se chegarmos com chance faltando umas oito, dez rodadas poderemos ter chance, sim. Nosso é jogo a jogo, isso foi adotado lá atrás e vencemos. Vamos nos preparar para ser campeão contra o Flamengo, que é a conquista dos três pontos".

Veja mais em: Neo Química Arena, Gabriel e História do Corinthians.

Veja Mais:

  • Willian e Róger Guedes juntos em mais um treino do Corinthians nesta sexta-feira

    'Quarteto' do Corinthians treina junto novamente e deve ser relacionado para partida de domingo

    ver detalhes
  • Atacante Cauê durante jogo entre Corinthians e Atlético-GO, pelo Brasileiro Sub-20

    Cauê recebe sondagens do exterior e segue com futuro indefinido pelo Corinthians

    ver detalhes
  • Luan participou normalmente das atividades do Corinthians desta sexta-feira

    Luan se recupera e treina com o elenco do Corinthians visando a partida contra o América-MG

    ver detalhes
  • Fagner exaltou os reforços do Corinthians

    Fagner exalta reforços, mas pede paciência para o Corinthians de Sylvinho

    ver detalhes
  • Arthur Elias encarou com naturalidade as dificuldades enfrentadas pelo Corinthians na primeira final do Brasileirão

    Arthur Elias analisa primeiro Dérbi na final do Brasileirão e projeta decisão ainda mais disputada

    ver detalhes
  • A escalação do Corinthians para o próximo jogo tem gerado bastante expectativa na torcida

    Torcida do Corinthians sugere possíveis escalações para jogo contra o América-MG; veja formações

    ver detalhes

Últimas notícias do Corinthians

Comente a notícia:

x