Basílio relembra conquista do Paulistão de 1977 e pede vitória contra o Fluminense de presente

840 visualizações 17 comentários

Por Meu Timão

Basílio, em entrevista, relembrou a conquista do Paulistão de 1977, que deu fim ao jejum de quase 23 anos sem títulos

Basílio, em entrevista, relembrou a conquista do Paulistão de 1977, que deu fim ao jejum de quase 23 anos sem títulos

Arquivo Corinthians

Nesta quarta-feira, o Corinthians comemora os 44 anos do título do Paulistão de 1977. No dia 13 de outubro daquele ano, o Timão venceu a Ponte Preta no terceiro jogo da decisão, com um gol de Basílio, e encerrou uma fila de quase 23 anos. O ex-meia relembrou o triunfo.

"Eu penso no conjunto da obra, e primeiro nos meus companheiros que estiveram comigo naquela conquista, e isso desde o roupeiro, dos funcionários, da diretoria e dos jogadores, e da comissão técnica também. Pra quem ficou tanto tempo sem conquistar um título, essa quebra de jejum foi marcante e aconteceu no momento que acabou sendo o mais importante da história do clube", disse o ex-jogador ao portal LANCE!.

Carinho da Fiel

O ex-atleta de 72 anos, hoje funcionário do departamento cultural do Corinthians, também falou sobre o carinho da torcida corinthiana. Contou que recebe vários cumprimentos durante esta data, e lamentou a perda das famílias de alguns jogadores daquele elenco de 1977.

"Primeiro eu posso dizer que esse carinho não muda, no aspecto de reconhecimento, estou acostumado e assino embaixo no que eu vou te falar agora: ‘Dizem que o brasileiro não tem memória, mas o corintiano tem", disse. "Lamento a perda das famílias de alguns jogadores daquele time de 1977 que não estão mais conosco aqui, mas pra nós é uma lembrança muito boa e positiva... É uma alegria muito grande os que ainda estão vivos poderem estar desfrutando até hoje do carinho da torcida", completou.

Pedido aos jogadores do elenco atual do Corinthians

Basílio contou que iria ao CT Doutor Joaquim Grava na manhã desta quarta-feira para conversar com os funcionários do clube e autografar uma camisa que será doada. Por fim, revelou um pedido que fará aos jogadores comandados por Sylvinho, que entram em campo a partir das 21h, na Neo Química Arena, contra o Fluminense.

"Não vou ao jogo, mas de manhã vou dar uma passada no CT, pra conversar com o roupeiro do clube, com os funcionários, e para autografar uma camisa que vamos sortear em uma comunidade. E também devo ter contato com alguns jogadores por lá. E nada melhor do que eu poder pedir para eles nos presentearem (jogadores do título de 1977) nesta data com uma vitória sobre o Fluminense", finalizou.

Veja mais em: Títulos do Corinthians e Ídolos do Corinthians.

Veja Mais:

  • Lucas Piton e Giovani durante o treino do Corinthians nesta terça-feira

    Corinthians se reapresenta após empate contra o Internacional e inicia semana livre de treinos

    ver detalhes
  • O Corinthians foi acionado pela Federação das Associações de Atletas Profissionais pela terceira vez na Justiça que, novamente, condenou o clube.

    Corinthians é condenado pela Justiça em terceira ação movida pela FAAP; veja os detalhes

    ver detalhes
  • Ao Meu Timão, Pedro Nunes falou sobre sua carreira como jogador de basquete

    Pedro Nunes conta detalhes de sua carreira e projeta nova temporada do Corinthians no NBB

    ver detalhes
  • Corinthians vai enfrentar o Fortaleza com casa cheia no sábado à tarde

    Corinthians conhece datas e horários dos jogos do Brasileiro até a rodada 34 do torneio

    ver detalhes
  • Renato Augusto "estreou" na função com Sylvinho no segundo tempo da partida

    Renato Augusto é o 12º jogador usado como centroavante pelo Corinthians em um ano e meio

    ver detalhes
  • Sub-17 e Sub-15 do Corinthians iniciam segunda fase do Paulistão 2021 no sábado, ambos contra a Ponte Preta

    Corinthians conhece grupos e tabela da segunda fase do Paulista Sub-15 e Sub-17

    ver detalhes

Últimas notícias do Corinthians

Comente a notícia:

x