Corinthians fecha acordo milionário e quita quatro processos de agentes de jogadores

17 mil visualizações 88 comentários

Por Meu Timão

Corinthians não precisará tirar dinheiro dos cofres para pagar acordo; valores para pagamento já estão sob posse da Justiça

Corinthians não precisará tirar dinheiro dos cofres para pagar acordo; valores para pagamento já estão sob posse da Justiça

Rodrigo Vessoni/ Meu Timão

O Corinthians entrou em acordo com o escritório De Faro Caraciolo Advogados para quitar quatro ações movidas na Justiça contra o clube. Os processos são referentes a dívidas com empresários de Sornoza, Matheus Pereira e Maycon.

Segundo o UOL Esporte, o Corinthians pagará R$ 3.111.408,40 e se livrará dos débitos. O dinheiro já está sob posse do Tribunal de Justiça de São Paulo.

Com o acordo firmado com o escritório e a garantia do pagamento, os advogados deram um desconto de, aproximadamente, 15% em relação ao valor total cobrado do clube. O Timão ainda se livra de ações, juros, multas e evita novos bloqueio de suas receitas.

Vale destacar que o clube não precisará desembolsar nenhum valor de seus cofres. O pagamento será feito com valores já levantados nos processos assim que os juízes de cada uma das quatro ações homologarem o acordo.

O Corinthians confirmou o acordo em nota dizendo que "fez acordos para encerrar os quatro processos em andamento pelos valores já depositados nos autos, com desistência de pedidos de eventuais diferenças".

Esses valores, que já estão sob posse da Justiça, são oriundos de:

  • TV Globo (verba referente a direitos de transmissão): R$3.452.677,10;
  • Ambev: R$ 108.215,52;
  • Positivo: R$16.250,00;

Divisão dos pagamentos aos empresários e advogados

Em relação a renovação com o Corinthians e, mais tarde, a venda de Maycon ao Shakhtar Donetsk, da Ucrânia, o Timão pagará R$ 1.480.957,47 aos empresários Bruno e Fulvio Misorelli. Ambos da B2F Marketing Esportivo LTDA.

Já a GT Sports Assessoria Esportiva, do empresário Thiago Ferro, responsável pela venda de Matheus Pereira ao Empoli, da Itália, receberá R$ 400 mil. A Escansette Sports LTDA, do empresário Bernardo Escansette, tem direito a R$ 486.339,72 pelos direitos de imagens devidos pelo clube a Sornoza, emprestado pelo Timão ao Independiente Del Valle, do Equador.

Ainda existe a parcela do escritório De Faro Caraciolo Advogados. O escritório deve receber R$743.111,27 pelos serviços prestados aos empresários nos quatro processos contra o Corinthians.

Veja mais em: Diretoria do Corinthians, Processos do Corinthians, Maycon, Sornoza e Matheus Pereira.

Veja Mais:

  • Corinthians decidirá a final do Paulista Feminino diante da Fiel com casa lotada

    Corinthians confirma ingressos esgotados para a final do Paulista Feminino na Neo Química Arena

    ver detalhes
  • Willian e Renato Augusto foram os principais nomes do Corinthians no empate contra o Grêmio

    Corinthians mantém quarta posição ao fim da 37ª rodada do Brasileirão; veja tabela completa

    ver detalhes
  • Danilo Avelar deve deixar o Corinthians em 2022

    Danilo Avelar recebe propostas e pode deixar o Corinthians em 2022

    ver detalhes
  • É por isso que Willian já assusta os rivais do Corinthians para 2022

    VÍDEO: É por isso que Willian já assusta os rivais do Corinthians para 2022

    ver detalhes
  • Neto afirmou que Sylvinho não tem formado uma equipe competitiva mesmo com os reforços

    Neto critica escolhas de Sylvinho após empate contra o Grêmio e pede saída do técnico do Corinthians

    ver detalhes
  • Em transição, Cantillo participou da primeira parte do treino do Corinthians nesta segunda-feira

    Corinthians se reapresenta e inicia preparação para última rodada do BR-2021; Cantillo faz transição

    ver detalhes

Últimas notícias do Corinthians

Comente a notícia:

x