Polícia prende três torcedores do Boca; homem acusado de gesto nazista alega que 'mandou beijo'

8.4 mil visualizações 83 comentários

Por Tomás Rosolino e Vitor Chicarolli

Homem filmado imitando um bigode e estendendo o braço em saudação nazista diz que apenas mandou um beijo para a torcida

Homem filmado imitando um bigode e estendendo o braço em saudação nazista diz que apenas mandou um beijo para a torcida

Vitor Chicarolli/ Meu Timão

A Polícia Militar do Estado de São Paulo deteve seis torcedores do Boca Juniors e vai manter dois deles presos por acusações de injúria racial. Um outro homem filmado fazendo a saudação nazista e simulando um bigode, alegou ter mandado um beijo para os corinthianos. A PM chegou a dizer que ele seria liberado, mas o torcedor acabou detido por apologia ao crime de nazismo.

Segundo apuração do Meu Timão, foram seis detidos (todos torcedores do Boca Juniors), só que apenas três deles foram presos. A PM alegou não existirem provas materiais dos outros fatos e prendeu os torcedores que conseguiu pegar no vídeo.

Cada um dos presos teve a fiança de R$ 20 mil estabelecida. Nesta quarta-feira haverá uma audiência para julgar o crime de injúria racial, que tem pena estabelecida de um a três anos de prisão.

Já o homem filmado fazendo a saudação nazista, com o braço em riste e a mão espalmada, repetindo o gesto, alegou que mandou beijo e apenas esticou o braço. Segundo o delegado César Saad, em um primeiro momento, não existia prova material de que exista um gesto nazista porque a PM só recebeu um print. Depois, porém, o crime foi vista no vídeo e ele acabou detido.

Torcedores corinthianos que foram ao Jecrim para acusar o crime permaneceram por praticamente toda a partida no local, que fica no estacionamento da Neo Química Arena, sem conseguir acompanhar o duelo. Em campo, Corinthians e Boca Juniors ficaram no empate sem gols.

Veja mais em: Neo Química Arena, Corinthians x Boca Juniors, Torcida do Corinthians e Libertadores da América.

Últimas notícias do Corinthians

Comente a notícia:

x