Justiça recebe denúncia contra torcedor do Boca Juniors após ato racista; consulado é acionado

3.5 mil visualizações 32 comentários

Por Meu Timão

Torcedor do Boca Juniors preso em duelo pela fase de grupos por racismo tem denúncia recebida pela Justiça brasileira

Torcedor do Boca Juniors preso em duelo pela fase de grupos por racismo tem denúncia recebida pela Justiça brasileira

Danilo Fernandes/ Meu Timão

A Justiça de São Paulo recebeu a denúncia do Ministério Público contra o torcedor do Boca Juniors que cometeu atos racistas na Neo Química Arena. O argentino Leonardo Germán Ponzo é acusado de injúria racial contra torcedores do Corinthians no dia 26 de abril, ainda pela fase de grupos da Libertadores.

Conforme publicado pelo UOL Esporte, a decisão do juiz Waldir Calciolari, do dia 15 de junho, diz que estão "presentes os elementos indicativos da autoria criminosa e da existência material da infração". Dessa forma, o magistrado descartou a possibilidade de não aceitar liminarmente a denúncia.

O magistrado ainda destacou que o endereço informado pelo argentino não está completo. Por isso, determinou que fosse expedido um ofício ao consulado da Argentina em São Paulo para solicitar o endereço completo e qualificação do torcedor.

Também foi determinado o envio de outro ofício para a Polícia Federal para que seja informado o endereço que Leonardo Germán Ponzo apresentou para entrar no Brasil. As informações são necessárias para a intimação do argentino através de carta rogatória. Esse instrumento é utilizado pelo meio jurídico para a comunicação entre Justiças de países diferentes.

Vale lembrar que após ser detido pela Polícia Militar na Neo Química Arena, Leonardo Germán Ponzo pagou fiança de R$ 3 mil e responde o processo em liberdade. Após a liberação, o argentino fez piadas sobre o caso nas redes sociais, o que fez o meia Willian, do Corinthians, criticar a impunidade de atos racistas.

Este não foi o único caso de racismo por parte de torcedores do Boca Juniors contra o Corinthians. Na Bombonera, também pela fase de grupos, a torcida local voltou a imitar macacos em direção aos corinthianos. Já na Neo Química Arena, mais recentemente, pelo jogo de ida das oitavas, três argentinos foram detidos pela Polícia. A fiança era de R$ 20 mil para cada um deles.

Em tempo: Corinthians e Boca Juniors se enfrentam nesta terça-feira, às 21h30, pelo jogo de volta das oitavas de final, na Bombonera. Com o empate no jogo de ida, quem vencer avança de fase. Se a igualdade se mantiver no placar, a decisão vai para os pênaltis.

Veja mais em: Corinthians x Boca Juniors, Libertadores da América e Neo Química Arena.

Veja Mais:

  • Vítor Pereira se reuniu com os líderes da maior torcida organizada do Corinthians; diretoria do clube esteve presente

    Gaviões, diretoria e Vítor Pereira se reúnem antes de decisão com o Atlético-GO; veja detalhes

    ver detalhes
  • Corinthians está pronto para enfrentar o Atlético-GO

    Corinthians finaliza preparação para enfrentar o Atlético-GO; veja provável escalação

    ver detalhes
  • Mateus Vital será o dono da camisa 21 em sua volta ao Corinthians

    Mateus Vital é reintegrado ao elenco do Corinthians e pode ser novidade contra o Atlético-GO

    ver detalhes
  • Duilio Monteiro Alves (então diretor de futebol), Richard e Jorge Kalil (então diretor adjunto) durante apresentação oficial, no início de 2019

    Corinthians e América-MG fazem acordo na Justiça por dívida milionária; pivô é atleta do Tottenham

    ver detalhes
  • Rafael segue em busca de conseguir um reembolso por seus ingressos comprados em 2020

    Torcedor aciona Procon contra o Corinthians por problemas com ingressos de antes da pandemia

    ver detalhes
  • Corinthians Feminino retorna à Neo Química Arena neste domingo para disputar uma vaga na semifinal do Brasileirão

    Corinthians abre venda de ingressos para decisão no Brasileirão Feminino na Neo Química Arena

    ver detalhes

Últimas notícias do Corinthians

Comente a notícia:

x