Post de Rodrigo no fórum "Análise dos jogos" do Meu Timão

Excelente analise, não tem o que complementar.

O que mostra é que o Corinthians como muitos outros clubes brasileiros estão matando o nosso futebol colocando péssimos profissionais(treinadores, auxiliares, diretoria de futebol etc) em determinados cargos.

Pessoas criticam o elenco, mas o problema real é essa gestão geral ai que não sabe nem escalar um time.

Corinthians! Contrata o Felix e segue as analises dele!

em Análise dos jogos > Análise tática do jogo Cuiabá x Corinthians - não conseguiram...

Em resposta ao tópico:

'Não pode jogar achando que é casados x solteiros': esse foi o resumo perfeito do jogo feito pelo Careca Bertaglia no GE. Entrar com 3 volantes diante de um frágil Cuiabá evidencia algumas coisas. A principal delas é que o técnico aparentemente se esforçou para mostrar que o Corinthians é tão frágil quanto o Cuiabá, coisa que a maioria do torcedor sabe que, além de isso não ser verdade, sabe que o time poderia ser muito melhor escalado e estrategicamente ofensivo, não só nesse jogo como também em outros jogos. E isso reforça outra coisa: o de que Sylvinho não conhece as peças que tem. Há demérito de muitos jogadores - e tentaram fazer isso com o Adson, sem sucesso. Pois Sylvinho, pretensiosamente, para parar de pegarem no pé dele por causa do Adson, o escalou como meia-esquerda, sendo que na verdade ele é um meia-central que atua como meia-atacante e falso 9, fazendo a transição para os lados a partir dessas posições - há tempos que fiz um raio-x dele com mapas de passe e de finalização que comprovam isso. E ele esperava que Adson fizesse uma partida apagada por jogar fora de posição, mas o que aconteceu foi justamente o contrário, por um motivo hilário que irei explicar no decorrer do artigo.

PRIMEIRO TEMPO

Os primeiros 5 minutos começaram com lances de ataque pouco efetivos, porém com alguma falha defensiva de ambas as equipes. Sylvinho, de modo extremamente conservador, escalou o time num 4-5-1 alternando para um 4-4-2 com 3 volantes, com as linhas extremamente abertas e escalando Adson como meia-esquerda, sendo que na verdade ele é um meia-atacante - há tempos fiz um raio-x dele com mapas de passe e de finalização que comprovam isso.

Mas Adson começou jogando bem. Aos 16 pra 17 minutos, ele foi acionado pela defesa num lançamento direto, mas apesar de não conseguir pegar na bola, pressionou o goleiro e este tocou curto. Ainda assim, ele continuou marcando alto, ficando em cima do defensor enquanto os outros jogadores marcaram outros do Cuiabá no lado esquerdo até eles perderem a bola. Assim ficou exemplificado o que o torcedor quer ver: marcação alta e brigando pela bola o tempo todo. Mas o Corinthians vinha cometendo muitas falhas defensivas, seja com o Fagner, seja pelo meio na falha dos volantes.

E então o Roni marcou o gol! Acionado pelo Fagner, Gabriel, de ponta-direita, correu e cruzou rasteiro para Adson na área, que inteligentemente tocou para trás para o Roni, que vinha na corrida, e chutou rasteiro para o gol! Parte desse gol se deve muito ao Gabriel: para que ele seja corretamente acionado ao ataque, ou deve acontecer um lance semelhante ao do gol, ou os passes devem ser acelerados com intensa movimentação dos meias, volantes e até mesmo o zagueiro para que ele possa aparecer como homem-surpresa – e isso vale para o próprio Roni. Mas é lógico que num 4-5-1 ou 4-4-2 com as linhas muito abertas, isso é difícil de acontecer.

E é claro que, como todo bom covarde que se preze, Sylvinho recuou totalmente o time após o gol: a situação chegou a tal ponto que teve lances que, com a exceção do Jô, todo o resto estava na área diante dos cruzamentos do adversário. Mas para a sorte do Sylvinho, Adson faz o segundo gol numa falha defensiva em querer tocar na defesa e consequentemente haver a roubada de bola no lado direito do Gustavo Silva. Dali houve o cruzamento, Jô tocou pra Roni, que foi muito inteligente em fazer o corta-luz para Adson chutar.

Ainda assim o Cuiabá pressionava, e o único do Corinthians que realmente marcava pressão era o Adson quando o lado esquerdo era acionado. Aos 40 minutos, num cruzamento do Cuiabá, Jô se posicionou na defesa, mas não viu o rapaz que pulou para chutar pra fora. E o Cuiabá procurou pressionar até o fim do primeiro tempo, embora longe de ser preciso.

Em todo o primeiro tempo, o Corinthians finalizou apenas 3 vezes, e somente Adson e Roni foram os finalizadores.

Por esse mapa com pontos relativo aos passes, podemos perceber o quanto o Corinthians (azul) foi trucidado pelo Cuiabá (laranja), só não sendo pior devido justamente ao fato de que o time usou a estratégia totalmente errada – logo falarei disso – ao mesmo tempo em que os passes eram muito demorados e a movimentação muito lenta. Além disso, o próprio Corinthians permitia esse domínio todo, já que veio exclusivamente num 4-5-1, explicando esse mapa de passes.

E esse mapa de calor comprova bem o que disse antes. Uma curiosidade disso é que, uma vez que os ataques do Cuiabá eram muito pelo nosso lado esquerdo, Fábio Santos era obrigado a tocar mais vezes para o Adson devido a marcação alta do Cuiabá, explicando assim as 11 vezes em que interagiu com Adson no primeiro tempo - e isso é o motivo hilário pela qual Adson se destacou em campo.

SEGUNDO TEMPO

O Cuiabá entrou pressionando num 2-3-5 para tentar algum gol nos primeiros minutos, porém tinha fortes dificuldades para acelerar tanto a movimentação como os passes, por isso perdia as bolas. Diante disso, o Cuiabá acabou moderando a tática, voltando ao 4-2-4 com ênfase no meio-campo. Ainda assim, o Cuiabá continuou indo pra cima, uma vez que Sylvinho pediu para o time jogar recuado e administrar o placar, tentando algum contra-ataque.

Adson saiu aos 19 minutos para entrar Vital, e Cantillo saiu para entrar Vitinho. 3 minutos depois, sairia Gustavo Silva e entraria Marquinhos, dessa vez na posição correta dele que é a ponta esquerda. Com isso, o time passou a jogar num 4-1-4-1 com Gabriel recuado de primeiro volante. Mas ainda assim o Cuiabá pressionava, principalmente devido as substituições do adversário que proporcionou mais velocidade – e foi devido a isso que o Cuiabá diminuiu o placar após uma perfeita inversão da esquerda para direita e o cruzamento para a cabeçada do Papagaio, com Cássio falhando feio.

Após o gol, o Corinthians resolveu tirar as cordas de marionete que o prendiam na defesa e começou a se lançar ao ataque. Aos 28 minutos, Fagner dá um lançamento para Jô, que cruza mal na área. Num lance aos 29 minutos, Fábio Santos me erra um passe em profundidade que poderia colocar o Vital na cara do gol. Num contra-ataque com erro do Marllon e falha bisonha de posicionamento da defesa, houve demora nos passes, mas a bola ainda chegou ao Vital, que consegue cortar para o chute, mas o próprio Marllon corrige seu erro interceptando o chute com a cabeça.

Felipe Augusto entraria aos 38 minutos no lugar de Jô, e Xavier entrou no lugar de Ruan. Agora, Xavier é quem faria o papel de volante de contenção. Mas o Cuiabá continuou pressionando, até o fim.

Notem como o Cuiabá era péssimo em marcar pelos lados. Me surpreendeu muito não explorar mais Gustavo Silva. Agora observem que Jô (77) jogou muito mais recuado do que deveria.

CONCLUSÃO

Naturalmente que esse jogo não é nenhum parâmetro de evolução, nem de longe. O time jogou de forma extremamente apática até mesmo defensivamente. O único que jogou bem, disparado, foi Adson, porque ele foi o único que realmente fez marcação alta. Jô parecia que estava disputando marcha atlética, e Gustavo Silva, por imposição do técnico, era obrigado a vir fazer marcação de média pra baixa, como o mapa de posicionamento médio mostrou.

O Cuiabá perdeu porque foi incapaz de entender que jogar semelhante ao Corinthians com as linhas abertas é assassinar qualquer capacidade de criação de ataque que poderia ser obtido. Por isso que tanto Danilo quanto Felipe Marques pouco puderam fazer, e Uillian Correia então nem se fala, já que os jogadores estavam muito afastados. E é por isso que quando Guilherme Pato e Camilo entraram, o time se aproximou um pouco mais e Papagaio foi beneficiado.

Domingo teremos o jogo contra o Flamengo, que decidirá muita coisa. Eles vêm de uma sonora goleada contra o São Paulo. O jogo de hoje foi protocolar, mas contra o Flamengo não pode ser...embora eu tenha o péssimo pressentimento de que será. Para que Sylvinho tenha alguma chance, o mesmo esquema deve ser usado, porém abdicando de Roni para colocar Adson centralizado e Araos na meia-esquerda. E Jô não deveria ser o titular desse jogo, principalmente depois do desempenho lastimável de hoje, portanto ou colocaria Gustavo Silva de falso 9 pra colocar Gabriel Pereira na meia-esquerda, ou iniciaria o jogo com Felipe Augusto e mantendo Gustavo Silva no seu lugar, até porque com toda a certeza teremos mais mobilidade com Felipe Augusto do que com Jô. Além disso, abdicaria de jogar com as linhas abertas, até porque isso seria impossível com o Flamengo, mas sim jogaria compactado, explorando a qualidade dos passes rápidos de Cantillo, Araos e Adson. Isso seria a estratégia mais correta para abordar um time como o Flamengo...mas receio que será bem semelhante ao jogo contra o São Paulo e Fluminense.

VAI CORINTHIANS!

Responder ao post do Rodrigo

Veja mais tópicos do fórum do Meu Timão

  • Tópico popular
    Avatar de Leo Brotifixi

    Gabriel Martinelli

    Última resposta 1 segundo por DANIEL PEREIRA LUIZ que tem 3.413 posts no fórum

    13respostas

    acessar o tópico
  • Tópico popular
    Avatar de Marlon Santana

    Olhem o que esse dirigente do Grêmio falou, mds

    Última resposta 15 segundos por Alan David que tem 32 posts no fórum

    12respostas

    acessar o tópico
  • Tópico popular
    Avatar de ALEXANDRE oli

    Esse pessoal do Fórum me enoja!

    Última resposta 15 segundos por DANIEL PEREIRA LUIZ que tem 3.413 posts no fórum

    32respostas

    acessar o tópico
  • Tópico Épico
    Avatar de William Alexandre

    Corinthians terá que pagar 20 milhões ao Nagoya

    Última resposta 19 segundos por Vinicius L que tem 2.668 posts no fórum

    53respostas

    acessar o tópico
  • Tópico Lendário
    Avatar de Luiz Carlos Bombonato Goulart

    Arthur Elias e o futebol masculino

    Última resposta 27 segundos por Alexandre Miguel que tem 723 posts no fórum

    52respostas

    acessar o tópico
  • Tópico Lendário
    Avatar de Luis Eduardo

    Eu acredito que virá um investidor forte para o Corinthians ano que vem; veja os motivos

    Última resposta 29 segundos por Hugo Leonardo que tem 879 posts no fórum

    110respostas

    acessar o tópico
  • Avatar de ISAAC LIMA LEAL

    Olha só o que o Denis Abraão acabou de fala! Esse cara é maluco, já tá se borrando

    Última resposta 30 segundos por Paulo K que tem 621 posts no fórum

    7respostas

    acessar o tópico
  • Avatar de Luiz Paulo Mantana Jacon

    Motivos para Corinthians e Grêmio ser muito mais que um jogo

    Última resposta 32 segundos por Claudio Ferreira Santos que tem 37.076 posts no fórum

    2respostas

    acessar o tópico
  • Tópico popular
    Avatar de Vai Corinthians

    Vice do grêmio afirmou na live que não vai cair, porque conhece o Andrés

    Última resposta 34 segundos por Itamar Fulano que tem 40.070 posts no fórum

    18respostas

    acessar o tópico
  • Tópico popular
    Avatar de Wildem Oliveira

    Ótima a vitória do Grêmio!

    Última resposta 44 segundos por DJ & PRODUTOR MUSICAL que tem 9.317 posts no fórum

    4respostas

    acessar o tópico
x