Palmeirenses são condenados a 24 anos de prisão por assassinato de torcedor do Corinthians em 2016

5.8 mil visualizações 44 comentários

Por Meu Timão

Corinthiano Daniel Veloso foi morto com diversos golpes na cabeça com uma barra de ferro enquanto voltava para casa após Dérbi em 2016

Corinthiano Daniel Veloso foi morto com diversos golpes na cabeça com uma barra de ferro enquanto voltava para casa após Dérbi em 2016

Reprodução/Arquivo pessoal

Quatro torcedores do Palmeiras, maior rival do Corinthians, foram condenados a 24 anos de prisão em regime fechado por matarem um corinthiano com uma barra de ferro, em 2016. A informação foi divulgada pelo G1.

O crime aconteceu em Itapevi, na Grande São Paulo, em 17 de setembro de 2016. O corinthiano Daniel Jones Veloso, conhecido com Dan Veloso, foi morto com golpes na cabeça por Daniel Cândido da Silva, José Alex Sandro da Silva Júnior, Jefferson Paulo da Silva e Wesley Ramos Dantas Lopes.

Os quatro foram condenados por homicídio qualificado por motivo torpe e emboscada. Seis testemunhas foram escutadas pela Justiça nesta quarta-feira, mas as decisões ainda cabem recursos.

Dan Veloso tinha 22 anos e era membro da Gaviões da Fiel, a maior torcida organizada do Corinthians. Os réus, por outro lado, faziam parte da Mancha Verde, principal organizada do Palmeiras.

Além dos quatro condenados, um quinto palmeirense acusado por participar do assassinato ainda não foi julgado. A defesa de Kaio Robério Gomes Barbosa não esteve no júri popular realizado na última quarta-feira em Itapevi. O motivo é que o advogado do réu estava com Covid-19. Assim, o torcedor terá uma nova data para seu julgamento.

O caso

De acordo com o Ministério Público de São Paulo, Dan Veloso foi vítima de uma emboscada em uma briga de torcidas. O corinthiano foi atacado por um grupo de palmeirenses enquanto voltava com a namorada do jogo entre Corinthians e Palmeiras, na Neo Química Arena - na ocasião, o Timão foi derrotado por 2 a 0, pelo Campeonato Brasileiro.

Segundo a denúncia, o casal foi cercado por palmeirenses armados com barras de ferro quando chegou em Itapevi. Os torcedores teriam descido de um carro na Rua Angelo Piazzi e ido em direção ao casal.

Daniel teria dito para sua namorada correr, mas ele não conseguiu escapar e foi agredido com uma barra de ferro várias vezes na cabeça. A vítima foi socorrida com vida, mas não resistiu aos ferimentos e morreu no Hospital Geral de Itapevi. Os criminosos fugiram.

Veja mais em: Torcida do Corinthians, Torcidas organizadas e Corinthians x Palmeiras.

Veja Mais:

  • Jô sofreu um trauma na perna esquerda diante diante do Always Ready e já iniciou a fisioterapia

    Corinthians detalha lesão de Jô e atualiza quadro médico de trio; veja situações

    ver detalhes
  • Corinthians empata com Boca Juniors na Bombonera

    Jornalista argentino elogia Corinthians, mas exalta momento do Boca Juniors: 'Muito melhor agora'

    ver detalhes
  • Corinthians volta a encontrar Boca Juniors nas oitavas de final da Libertadores

    Corinthians conhece adversário das oitavas de final da Libertadores 2022; veja detalhes

    ver detalhes
  • Robson Bambu falou sobre o erro que cometeu no jogo diante do Always Ready

    Bambu se coloca 'insatisfeito com o erro cometido' e promete sequência de trabalho com muito foco

    ver detalhes
  • Corinthians se reapresentou e fez primeiro treino de olho no jogo contra o América-MG

    Corinthians se reapresenta e inicia preparação para enfrentar o América-MG pelo Brasileiro

    ver detalhes
  • Corinthians enfrentou o Taubaté nesta sexta-feira e deixou a quadra vitorioso

    Corinthians supera o Taubaté e volta a vencer pela Liga Nacional de Futsal

    ver detalhes

Últimas notícias do Corinthians

Comente a notícia:

x