Por novo técnico, Corinthians leva baile do Botafogo no começo de 2022

Lucas Faraldo

Editor e apresentador no canal do Meu Timão no YouTube

ver detalhes

Por novo técnico, Corinthians leva baile do Botafogo no começo de 2022

Coluna do Lucas Faraldo Knopf

Opinião de Lucas Faraldo

10 mil visualizações 69 comentários Comunicar erro

Por novo técnico, Corinthians leva baile do Botafogo no começo de 2022

Enderson Moreira e Sylvinho foram recentemente demitidos de Botafogo e Corinthians

Foto: Divulgação/Botafogo/Corinthians

Gosto de comparar situações do Corinthians com a de outros clubes. É um exercício legal pra entender o que de bom ou ruim acontece no clube do Parque São Jorge. E uma situação da última sexta-feira, envolvendo nosso vizinho alvinegro do Rio de Janeiro, liga um alerta sobre a falta de profissionalismo da diretoria de futebol corinthiana nesse início de 2022.

O Botafogo, que há dois meses escapava de uma Série B, iniciou o ano novo com tomada de decisão muito mais profissional que o Corinthians, que se põe como candidato aos principais títulos da elite do futebol brasileiro e sul-americano já nessa temporada de 2022.

  • com dedo do investidor bilionário John Textor, o Botafogo demitiu o técnico Enderson Moreira, que estava em lua de mel com a torcida mas foi considerado limitado pela diretoria para o estágio que o clube mira num futuro próximo;
  • a diretoria do Corinthians, por sua vez, é quem vivia lua de mel com Sylvinho enquanto a torcida já estava preocupadíssima com o andamento do trabalho; após cobrança gigantesca das arquibancadas é que o clube deu o braço a torcer e demitiu o técnico.

Botafogo decidiu pela troca com convicção, pra seguir avançando etapas num projeto ambicioso de futebol para esse e os próximos anos. Corinthians decidiu sem convicção, por pressão da torcida e, no momento, se vê travado em seu projeto de futebol de 2022.

Acho que Duilio tem mais acertos que erros em sua gestão como presidente. Assim como John Textor tomará decisões questionáveis como investidor. Nem tudo é céu ou inferno.

Mas chama atenção como, nessa etapa específica de troca de técnico para o projeto de futebol dos times em 2022, um clube com pretensões mais modestas deu até aqui um baile de profissionalismo naquele que vislumbra títulos como Libertadores e Copa do Brasil.

Que a lição tenha sido aprendida entre os dirigentes corinthianos e o amadorismo fique pra trás agora na escolha do novo técnico. Afinal em breve começam os grandes campeonatos do ano e espera-se que o Corinthians não leve baile de Botafogo & cia. em campo também.

Veja mais em: Mercado da bola, Diretoria do Corinthians, Duílio Monteiro Alves e Sylvinho.

Este texto é de responsabilidade do autor e não reflete, necessariamente, a opinião do Meu Timão.

Coluna do Lucas Faraldo Knopf

Por Lucas Faraldo Knopf

Jornalista pela ECA-USP e ex-Esporte Interativo, Jovem Pan e Lance!. Hoje trabalha no Meu Timão. Autor do livro 'Impedimento - Machismo, racismo, homofobia e elitização como opressões no futebol'.

O que você achou do post do Lucas Faraldo?

x