Corinthians faz acordo na Justiça e quitará dívida com ex-agente de Claudinho em 20 parcelas

22 mil visualizações 249 comentários

Claudinho. hoje no Bragantino, nada tem a ver com o processo iniciado pelo ex-empresário contra o Corinthians; acordo já foi homologado na Justiça

Claudinho. hoje no Bragantino, nada tem a ver com o processo iniciado pelo ex-empresário contra o Corinthians; acordo já foi homologado na Justiça

Ari Ferreira/Red Bull Bragantino

O Corinthians fez mais um acordo na Justiça. O favorecido da vez é a empresa GD Sport Assessoria e Consultoria Esportiva Ltda, de Giuseppe Dioguardi, ex-empresário do meia-atacante Claudinho, que passou pelas categorias de base do clube. O jogador, que atualmente está no Red Bull Bragantino, nada tem a ver com a ação.

A reportagem do Meu Timão teve acesso aos termos do acordo, homologado pelo juiz Rubens Pedreiro Lopes, da 4ª Vara Cível. O Corinthians se comprometeu a pagar o valor de R$ 400 mil em 20 parcelas iguais, mensais e sucessivas.

Para Giuseppe Dioguardi, o pagamento será de R$ 331.895,20 em 20 parcelas de R$ 16.594,76. Outros R$ 68.104,80 serão repassados ao escritório de advocacia Bichara e Motta Advogados, referente aos honorários, em 20 parcelas de R$ 3.405,24. As primeiras parcelas serão no dia 10 de setembro.

Ficou estabelecido ainda que, em caso de atraso ou pagamento menor de quaisquer das parcelas acima por um prazo superior a 30 dias, haverá duas punições: vencimento antecipado de todas as parcelas subsequentes e multa moratória de 20% sobre o saldo devido, além de correção monetária e juros de mora de 1% ao mês.

Entenda a dívida

Giuseppe Dioguardi, empresário de Claudinho quando o meia-atacante era do Corinthians

Giuseppe Dioguardi, empresário de Claudinho quando o meia-atacante era do Corinthians

Reprodução/Instagram

Em julho de 2015, por um contrato de sublicenciamento para utilização de direitos de imagem de Claudinho, o Corinthians se comprometeu a pagar ao empresário Giuseppe Dioguardi a quantia de R$ 250 mil, em duas parcelas de R$ 125 mil (julho/2016 e julho/2017).

Alguns anos depois, o agente acionou a Justiça sob alegação de que o Corinthians pagou apenas R$ 58.656,25 da primeira parcela e não pagou nada referente à parcela derradeira. O valor da dívida na petição inicial, corrigido com juros e correções, foi de R$ 357,1 mil.

Agora, no acordo de quitação entre as partes, que teve outra injeção de juros, o valor da dívida passou a ser de R$ 400 mil. Vale lembrar que o processo na Justiça foi iniciado por Dioguardi em nome da sua empresa, a GD Sport Assessoria e Consultoria Esportiva Ltda.

Em tempo: o empresário não trabalha mais com Claudinho, mas seguiu em busca do dinheiro acordado com o clube em meados da última década.

Veja mais em: Ex-jogadores do Corinthians e Processos do Corinthians.

Veja Mais:

  • Willian e Róger Guedes juntos em mais um treino do Corinthians nesta sexta-feira

    'Quarteto' do Corinthians treina junto novamente e deve ser relacionado para partida de domingo

    ver detalhes
  • Atacante Cauê durante jogo entre Corinthians e Atlético-GO, pelo Brasileiro Sub-20

    Cauê recebe sondagens do exterior e segue com futuro indefinido pelo Corinthians

    ver detalhes
  • Luan participou normalmente das atividades do Corinthians desta sexta-feira

    Luan se recupera e treina com o elenco do Corinthians visando a partida contra o América-MG

    ver detalhes
  • Fagner exaltou os reforços do Corinthians

    Fagner exalta reforços, mas pede paciência para o Corinthians de Sylvinho

    ver detalhes
  • Arthur Elias encarou com naturalidade as dificuldades enfrentadas pelo Corinthians na primeira final do Brasileirão

    Arthur Elias analisa primeiro Dérbi na final do Brasileirão e projeta decisão ainda mais disputada

    ver detalhes
  • A escalação do Corinthians para o próximo jogo tem gerado bastante expectativa na torcida

    Torcida do Corinthians sugere possíveis escalações para jogo contra o América-MG; veja formações

    ver detalhes

Últimas notícias do Corinthians

Comente a notícia:

x