A importância do jogo desta terça-feira na Bombonera

Jorge Freitas

Colunista esportivo do portal 'No Ângulo', este internacionalista é mais um louco do bando e busca analisar o Timão com comprometimento com a realidade e as necessidades do maior clube do planeta.

ver detalhes

A importância do jogo desta terça-feira na Bombonera

Coluna do Jorge Freitas

Opinião de Jorge Freitas

3.0 mil visualizações 18 comentários Comunicar erro

A importância do jogo desta terça-feira na Bombonera

Corinthians volta a enfrentar o Boca Juniors pela Libertadores nesta terça-feira

Foto: Rodrigo Coca / Agência Corinthians

O Corinthians vai a campo nesta terça-feira enfrentar o Boca Juniors, na Argentina, num jogo que vale muito mais que os três pontos e a liderança do Grupo E. Vivendo uma fase bem diferente daquela que enfrentou nas últimas quatro temporadas, líder do Brasileirão, com apenas uma derrota em seis jogos, o clube volta a disputar a Libertadores da América com pinta de que pode chegar ao menos entre os semifinalistas.

Por isso, jogar contra o Boca Juniors é fundamental no sentido de experimentar o que há de pior na competição continental e medir qual a capacidade da nossa equipe em lidar com cenários extremos da América do Sul. Já sabemos bem como é enfrentar os argentinos. Perdemos para o River Plate em 2003 e 2006, além do próprio Boca, em 2013, em jogos marcados ou por erros notáveis de arbitragem ou por descontrole emocional de nossos jogadores. Logo, ir à Bombonera para um elenco em que grande parte sequer havia jogado a Libertadores anteriormente é um oportunidade imperdível de gerar uma experiência fundamental para a formação de equipes campeãs.

Vale ressaltar que os rivais desta noite vivem fase ruim, apesar de terem alcançado a final da Copa da Liga Argentina. Em razão disso e pela possibilidade de desclassificação em caso de derrotas para Corinthians e Deportivo Cali, em casa, a tendência é que haja pressão exagerada para cima da arbitragem, além de muita da tradicional catimba argentina.

Sim, aparentemente o resultado é secundário, já que basta uma vitória simples contra o Always Ready para garantirmos a classificação às oitavas-de-final, mas por que não sair com a vitória da Argentina e poupar os melhores jogadores numa partida teoricamente mais fácil na Neo Química Arena na semana que vem?

É possível que Vitor Pereira mande a campo o que há de melhor, resguardadas as condições físicas dos atletas, pois o treinador português sabe que garantir a classificação nesta terça é entregar 100% de foco para o Brasileirão, cujas duas próximas rodadas serão jogadas em casa e pode garantir à equipe não somente a manutenção do primeiro lugar como o acúmulo de uma gordurinha para as rodadas que ainda virão.

Não dá para desprezar uma partida na Bombonera, mesmo que uma derrota não represente a desclassificação. É jogo para se jogar com brio, adquirir experiência, sentir o clima de Libertadores e amadurecer para quando a fase de mata-mata chegar.

Veja mais em: Libertadores da América e Corinthians x Boca Juniors.

Este texto é de responsabilidade do autor e não reflete, necessariamente, a opinião do Meu Timão.

Coluna do Jorge Freitas

Por Jorge Freitas

Colunista esportivo do portal 'No Ângulo', este internacionalista é mais um louco do bando e busca analisar o Timão com comprometimento com a realidade e as necessidades do maior clube do planeta.

O que você achou do post do Jorge Freitas?

x