Em números e imagens, as causas do mau rendimento do Corinthians

Walter Falceta

Walter Falceta Jr. é paulistano, jornalista, neto de Michelle Antonio Falcetta, pintor e músico do Bom Retiro que aderiu ao Time do Povo em 1910. É membro do Núcleo de Estudos do Corinthians (NECO).

ver detalhes

Em números e imagens, as causas do mau rendimento do Corinthians

Coluna do Walter Falceta

Opinião de Walter Falceta

5.5 mil visualizações 58 comentários Comunicar erro

Em números e imagens, as causas do mau rendimento do Corinthians

Corinthians: meio da cancha desabitado

Foto: Registros do Footstats

O técnico Sylvinho obviamente é ótima pessoa. Talvez a solução seja falar menos e observar mais. Ser menos coach e mais técnico de futebol.

Humildemente, oferecemos algumas dicas. Os números do Footstats mostram que, no Majestoso, o Corinthians conseguiu somente quatro desarmes, em 98 minutos.

Em 262 jogos do Brasileirão, foi a segunda pior marca no quesito, superada apenas pelo capenga Santos, que na partida contra o Palmeiras desarmou o adversário apenas três vezes.

No clássico desta segunda-feira, mesmo com menor posse de bola, o São Paulo efetuou cinco vezes mais desarmes: 20 no total.

Entre todos os times da Série A, o Corinthians é o time que mais "enrola". É aquele que precisa trocar mais passes antes de chutar a gol. Em média, 48 passes precedem uma finalização.

Não por acaso, o time de Sylvinho está entre os times que menos finalizam, em 18º lugar neste quesito. Aliás, é igualmente um dos que menos desarma: ocupa também a 18ª posição no ranking geral.

O heat map do jogo contra o São Paulo revela um time descompactado e espaçado, com um monumental rombo no meio, compelido a atuar nos flancos do gramado. Sem um volante marcador de ofício e atuando com meias sem fôlego para o box to box, o Corinthians de Sylvinho faz da faixa central um deserto criativo.

O mapa da participação de Cantillo o mostra visitando diversos setores do campo, como um profissional de prospecção sem um mapa que o direcione para o trabalho.

No caso de Gabriel Pereira, que mal apareceu, isolado na direita, percebemos que frequentemente serviu de auxiliar de lateral.

Adson, também sumido, permaneceu restrito, sem mobilidade, no outro canto do gramado. Pelo meio, na verticalidade veloz, o protagonismo foi dos donos da casa.

Descompactado, espaçado, sem musculatura na espinha central do campo, praticando um tiki-taka caranguejo, que anda de lado. Este é o Corinthians que o técnico Sylvinho precisa consertar.

Conseguirá? Você, querido leitor, tem a palavra!

Este texto é de responsabilidade do autor e não reflete, necessariamente, a opinião do Meu Timão.

Coluna do Walter Falceta

Por Walter Falceta

Walter Falceta Jr. é paulistano, jornalista, neto de Michelle Antonio Falcetta, pintor e músico do Bom Retiro que aderiu ao Time do Povo em 1910. É membro do Núcleo de Estudos do Corinthians (NECO).

O que você achou do post do Walter Falceta?

x