Fórum do Corinthians

Análise tática Corinthians x Atlético-MG – Sylvinho na corda bamba

Tópico Lendário Entenda as regras
Foto do perfil de Félix

Ranking: 4.032º

Félix 559 posts

Publicado no Fórum do Meu Timão em 17/07/2021 às 22:31
Por Félix Rodrigues de Lima (@felix.rodrigues.de.l)

Sylvinho argumentou que o time perdeu rendimento no segundo tempo devido ao cansaço. Uma desculpa bem incoerente, uma vez que o Corinthians teve seis dias sem jogos e o Atlético-MG vem de um jogo contra o Boca Juniors. As táticas usadas por ele, além de previsíveis, foram muito vergonhosas diante de um time que não estava difícil fazer marcação média.

Há tempos que eu vinha sugerindo a contratação do Hulk, principalmente no início desse ano quando o valor de mercado dele estava baixo. Muitos disseram que Hulk estava em fim de carreira, que “era mais um velho”, que não jogava nada, péssimo jogador na Copa...e agora ele vem arrebentando no Atlético-MG, com gols e assistências. Agora Hulk, por si só, não teria feito a diferença se Cuca não tivesse tomado a iniciativa antes. Porque ele percebeu o que estava errado, e corrigiu isso. Vamos analisar a partida e ver no que Sylvinho errou e em que sentido Cuca teve mérito.

PRIMEIRO TEMPO

O Corinthians entrou em campo num 4-3-3 e numa atitude defensiva, sob marcação de média pra baixa e em linha, buscando explorar um contra-ataque, que acontecia num 4-2-4 em ataque, com Roni ou Gabriel infiltrando na área. O início do jogo foi bastante preso no meio-campo. Como Cantillo era neutralizado por três jogadores – Hulk e dois meias – os zagueiros e laterais forçavam uma ligação direta ao ataque. Quando Mateus Vital conseguiu puxar para o meio aos dez minutos, houve toda uma jogada pela direita e pela esquerda que deu certo perigo.

Cuca dava broncas em Hyoran, Hulk e Nathan com o objetivo de velocidade e proximidade pelo meio, coisa que aconteceu aos 15 minutos. Essa aproximação entre eles se dava pouco por causa de Mateus Vital – isso mesmo que você leu -, Gabriel e Cantillo. Gustavo Silva circulava entre a esquerda e o meio para tentar interceptar alguma bola, e isso até servia para dar tempo a nossa marcação.

Aos 26 minutos, Fagner ajuda a construir toda uma jogada, com Jô conseguindo girar e tocar para Gabriel, que avança ao ataque, mas demora pra tocar pra Vital, sendo interceptado. Mas Vital ainda recuperaria, puxaria para o meio, driblaria - nesse momento se tornou o 6º jogador com mais dribles no Brasileirão com 17 vezes – e tentaria um chute. Isso aconteceu porque foi os passes foram acelerados para explorar os buracos, coisa que deveria acontecer com mais frequência.

E então, finalmente, Gustavo Silva consegue marcar o gol em homenagem ao pai e ao avô! Isso graças ao desarme do Cantillo em cima do Nathan e deu um passe em profundidade para o Gustavo na esquerda, que ficou no mano a mano com o zagueiro – já que Dodô estava voltando do ataque que não deu certo, - driblou e chutou no cantinho!

Hulk no primeiro tempo era neutralizado pelo fato de não ter ninguém próximo a ele. Tanto que aos 43 minutos ele tentou criar uma jogada pelo meio, mas foi desarmado por...Mateus Vital! Aliás, Sylvinho passou a pedir Vital pelo meio para cercar o adversário na marcação média/baixa. Um minuto antes disso, Fagner se tornou o sétimo jogador com mais passes errados no Brasileirão com 56 vezes.

O mapa de passes do Atlético (azul) revelam a intenção em marcar exclusivamente Gustavo Silva e com marcação média pelo meio. Aí vocês entendem que Mateus Vital realmente foi pouco acionado.

E o mapa de calor revela que o Atlético se movimentou no campo todo, mas com ênfase no meio e pelo lado direito. Mas como vocês podem ver, a marcação média pra baixa foi muito enfática.

SEGUNDO TEMPO

Cuca fez o nó tático perfeito: percebendo que o problema era compactação em velocidade – estavam jogando muito afastados –, ele colocou Eduardo Sasha no jogo e tirou Nathan. Com isso o time jogou num 4-2-4, Hulk virou meia-direita, que é a posição original dele, desse modo dando muito trabalho pelo Fábio Santos, e deu mais liberdade ao Jair pelo meio. Tanto que os primeiros 10 minutos foram de ataques pelo lado do Fábio Santos – no lance perigoso aos três minutos, Hulk se tornou o sétimo jogador com mais dribles no Brasileirão, com 17 vezes, e foi pelo lado direito. Aos oito minutos, Hulk dá um passe para Mariano livre, que cruzou errado. 30 segundos depois, Mariano rouba a bola pela direita na saída do Fábio Santos, cruza para Zaracho, que cabeceia e Cássio faz milagre.

Percebendo a esperteza da mudança, Cuca ampliou mais ainda e colocou Calebe no lugar de Hyoran para melhorar a bola pelo lado direito, dando mais liberdade ao Hulk. Mas Jair, que vinha jogando bem, sofreu uma falta, caiu de mal jeito, hiperextendendo o braço, e entrou Tchê Tchê, mantendo esse poder ofensivo pelo meio que Jair vinha produzindo. E na mesma falta em questão, Hulk cobra e marca o gol, “vingando” o Jair.

Sylvinho colocou Vitinho no jogo, dessa vez com ele entrando como meia-esquerda. Cinco minutos depois entraria Marquinhos no lugar do Gustavo Silva. Mas pouco adiantou porque Tchê Tchê fazia o que Jair vinha fazendo e atacou também pelo lado do Fagner, gerando sérios perigos por ali. E aos 38, Hulk marca após falha do Fábio Santos na dividida.

Só depois da virada, aos 43 minutos, Araos e Luan saíram para chegar Cantillo e Roni, mostrando o desespero e fraqueza do Sylvinho – até porque essa substituição era pra ter feito ainda aos 20 minutos. E então o Corinthians pressionou perigosamente até faltando três minutos para o fim.

OUTROS DETALHES

Notem que o Atlético pressionou muito mais pelo lado direito, mas mesmo assim sendo mais ativo por todo o campo. Ao contrário do Corinthians, que atacou bem mais pelo lado direito com Gustavo Silva.

26% do jogo no nosso campo de defesa e apenas 20% no campo adversário é péssimo. O que Cuca fez no segundo tempo contribuiu e muito para esse número.

Quem critica Mateus Vital deve pensar duas vezes ao olhar esse mapa de posicionamento médio. Notem que há um enorme buraco no lado direito deles, lado esse que Vital poderia ter explorado se tivesse recebido mais bolas em ataque. E o mapa de calor mostrado no início prova isso.

CONCLUSÃO

Uma das coisas que gostava no Mancini é que mesmo com o time ganhando, ele mantinha uma marcação de média pra alta, buscando ampliar e jogando o mais compacto possível dentro do que era possível. Quando vejo Sylvinho recuando totalmente o time após o gol, fazendo marcação baixa, é impossível defende-lo. Entendo quem não gosta do Mancini, mas tenho certeza absoluta que se ele estivesse ainda treinando o Corinthians, não estaríamos com 38% de aproveitamento e estaríamos no mínimo brigando por um 5º lugar.

Por que eu digo isso? Por vários fatores. João Victor não exerce a sua principal função, que é ir ao ataque, por preferência do técnico. Lucas Piton, hoje, sem dúvida, não deve ser reserva do Fábio Santos: há tempos que assevero a limitação defensiva dele. Vitinho mal é acionado em campo quando entra, Vital a mesma coisa. Adson então nem se fala: ele é um dos melhores meias-de-criação e sofre a mesma desonestidade coletiva do Vitinho. Matheus Araújo – o melhor meia-de-criação da base – e Guilherme Biro – que é o melhor lateral-esquerdo – são mandados de volta pra base, Felipe Augusto e Cauê, centroavantes dos melhores que temos na base, não entram. Gabriel Pereira, que é um articulador externo direito, não entra; e Varanda - que é o único ponta-esquerda que temos - não tem entrado há tempos. Não tem nexo nenhum criticar Vitinho ou Adson quando o sistema do Sylvinho é atacar totalmente pelos lados (amplitude) ao invés de atacar também pelo meio, e não tem nexo criticar Mateus Vital quando a prioridade é atacar pelo lado direito ao invés do esquerdo, como foi hoje. Além disso, Mancini trouxe uma abordagem tática que há muito não se via, e ele só foi massacrado na Sul-Americana por colocar jogadores que ele claramente não queria em campo, jogadores que não estavam surtindo resultado e que não estão surtindo agora. E os números e desempenhos falam por si. Os únicos que se salvam nesse jogo, além do Vital, é o Jô.

O próximo jogo do Corinthians é contra o Cuiabá e depois contra o Flamengo. Depois desse jogo de hoje, receio que Sylvinho definitivamente esteja com a corda no pescoço. Sem querer ser demagogo, mas acabando por ser, confesso que depois do jogo pensei na sentença bíblica a Belsasar em aramaico “Mene, mene. Tequel. Parsim”. “Mene (contado, contado)” porque o valor técnico e tático dele é claramente pequeno. “Tequel (pesado)”, porque, pesando todos os jogos dele - Sylvinho com 14 jogos tem três vitórias apenas e 23,8% de aproveitamento em casa -, ele está muito “em falta”. Só não dá pra colocar “Parsim (dividido)” porque não tem como fazer uma paráfrase dessa palavra não! (:D) Mas resumindo, não dá pra defender alguém com um retrospecto tão péssimo assim. E a única certeza que tenho é que, definitivamente, Sylvinho não tem como continuar como técnico desse clube.

VAI, CORINTHIANS!

4.435 visualizações e 134 respostas neste tópico

Avaliação do tópico:

Responder tópico

Melhores respostas

Foto do perfil de Mosqueteiro 23

Ranking: 27º

Mosqueteiro 27480 posts

@mosqueteiro23 em 17/07/2021 às 23:26

Parabéns pela análise, crítica inteligente e construtiva acrescenta muito neste Fórum

Foto do perfil de Flávia Sccp

Ranking: 3º

Flávia 25689 posts

@flavia.sccp em 17/07/2021 às 23:14

Só você pra ter paciência com esse time e ainda fazer uma análise dessas.

Haja...

Últimas respostas

Foto do perfil de Fúlvio Marino Negro

Fúlvio 54 posts

@fulviomn em 19/07/2021 às 22:21

Em meus Posts, tem muito do que dissestes aqui.

Publicidade

Foto do perfil de Rodrigo Gonçalves Batista

Rodrigo 24 posts

@rodrigo.goncalves.ba em 19/07/2021 às 22:00

Excelente analise, parabéns mais uma vez

Porem vendo alguns jogos recentes tenho alguns pontos, vamos lá.

Gostei muito do que você mencionou sobre alguns garotos da base e de fato o Sylvinho é muito fraco em não peitar alguns jogadores mais velhos e empresários deixando assim de usar a garotada.

Mostra que como treinador ele só faz mais do mesmo como muitos treinadores brasileiros: se defende e ataca pelos lados cruzando a bola de qualquer jeito isso quando consegue como em um jogo de azar.

E sobre o Vital acho que falta ele também 'desobedecer' pouco o Sylvinho e cair um pouco para o meio ao invés dele ficar preso ali na esquerda, ele não tem a velocidade de um ponta pra jogar por ali, além disso ele preso ali bloqueia a passagem do lateral fora que o meio do Corinthians é um buraco, pode observar que sempre que o vital pega a bola e puxa para o meio, não tem ninguém ali.

Pode vir, giuliano, renato Augusto, messi, cristiano ronaldo... Se o treinador não sabe nem ao menos armar e organizar o time de forma básica, não vai ganhar nada. Vide o treinador gringo do fortaleza que com um time regular está fazendo um bom trabalho

Foto do perfil de Felipe Lacerda

Ranking: 39º

Felipe 21240 posts

@lipao88 em 19/07/2021 às 12:20

Analise fera demais

Foto do perfil de Fernando Martins De Andrade

Ranking: 5.674º

Fernando 338 posts

@fernando.martins.de. em 19/07/2021 às 11:52

Resumão da análise:

Sylvinho é um b****. Não poderia estar no cargo de treinador do Corinthians.

Abraço e vai Corinthians!

Foto do perfil de Sandra Lima

Ranking: 1º

Sandra 148372 posts

@sandra.lima4 em 19/07/2021 às 10:27

Pra mim Sylvinho não tem vida longa no Corinthians.

Foto do perfil de Aguinaldo De Souza Moschin

Ranking: 2.315º

Aguinaldo 1124 posts

@guina.moschin em 19/07/2021 às 08:55

Ridículo fora sylvinho burro

Foto do perfil de Rubens Novaes

Ranking: 9.429º

Rubens 139 posts

@rubens.novaes em 19/07/2021 às 08:06

Boa análise! Mesmo com números ruins, o Mancini era muito mais técnico, do que esse aprendiz de retranqueiro; infelizmente, nossa torcida não dá tempo de trabalho pra ninguém, apesar do Mancini ficar quase um ano no clube. O Sylvinho além de fraco, é inexperiente, e não quer perder o vestiário, por isso aposta nos medalhões em final de carreira, só que vai pagar muito caro por isso, podem esperar, mesmo com reforços chegando, ele vai cair, porque não tem a mínima condição de ser técnico do Corinthians!

Foto do perfil de Jean Cássio Felix Costa

Jean 51 posts

@jcfelix em 19/07/2021 às 07:19

Amigos na Europa nos clubes não jogam mais com volantes que não tem um excelente passe! Hoje não vejo necessidade de jogar com Gabriel e Roni no mesmo time, pois o Corinthians fica sem meio, e hoje o time tem que ser mais leve no meio e com cantillo evoluir na marcação, ele é versátil na saída de bola!, má como tem 2 volantes que não sabem sai jogando, eles ser condem, ai complica! Hoje vejo ser acerta com Paulinho! Seria uma das contratações mais importantes!

Foto do perfil de Diogo Felipe

Ranking: 1.569º

Diogo 1717 posts

@dioguera em 19/07/2021 às 07:11

No jogo que eu vi o Hulk só jogou o segundo tempo

Foto do perfil de Inha Flavio B. Souza

Ranking: 630º

Inha 3791 posts

@inha.flavio.b.souza em 19/07/2021 às 06:02

Bom texto mas defendeu uns perebas que preocupa, Cauê, Adson, Vitinho, Marquinhos, meu Deus quês perceberias

x