2000 - Corinthians 0x0 Vasco

2000 - Corinthians 0x0 Vasco
O Corinthians foi o primeiro campeão do Mundial de Clubes da FIFA
Maracanã
,
Escudo do Vasco Vasco
0 x 0
Corinthians Escudo do Corinthians

Ficha Técnica

Placar: Corinthians 0 x 0 Vasco da Gama

Data: 14.jan.2000

Estádio: Maracanã

Campeonato: Mundial de Clubes da FIFA

Público: 73.000 total

Escalação: Dida; Índio, Adílson, Fábio Luciano e Kléber; Rincón, Vampeta (Gilmar), Ricardinho (Edu) e Marcelinho Carioca; Edílson (Fernando Baiano) e Luizão.

Técnico: Oswaldo de Oliveira

Em 2000, o Corinthians vinha de duas temporadas vitoriosas, sendo campeão brasileiro em 1998 e 1999. Com um time recheado de craques e um meio de campo que entrou para a história, o maior empecilho para a conquista do Mundial de Clubes da FIFA era o cansaço. Mesmo assim, o segundo título em menos de um mês chegou ao Parque São Jorge.

Após a primeira fase, onde o Timão conseguiu a classificação com certa facilidade, a grande final aconteceu contra o Vasco no dia 14 de janeiro de 2000. Aquele seria o jogo mais difícil do campeonato, já que o adversário contava com atletas de alto nível, como Mauro Galvão, Juninho Pernambucano, Felipe, Ramon, Viola, Edmundo e Romário.

Naquele dia, a escalação de Oswaldo de Oliveira teve Dida; Índio, Adílson, Fábio Luciano e Kléber; Rincón; Vampeta, Ricardinho e Marcelinho; Edílson e Luizão. Depois, entraram Edu, Gilmar e Fernando Baiano nas vagas de Ricardinho, Vampeta e Edílson, respectivamente.

Durante a partida, as duas equipes estavam atacando, mas sem se expor muito. Os dois clubes esperavam por um erro do rival, o que não aconteceu. No começo, o Corinthians até atacou mais. Porém, não levou tanto perigo e, assim, o gol não saiu.

O segundo tempo foi um pouco mais perigoso para o Corinthians. O Vasco estava mais descansado e, graças ao melhor preparo físico, atacava mais. Com inteligência, o Timão soube ir cadenciando o duelo e segurou o empate. Dessa forma, arrastou a decisão para os pênaltis através do placar de 0 a 0 nos 90 minutos regulamentares e na prorrogação.

A confiança dos corinthianos foi total na disputa de pênaltis. Isso porque o goleiro era Dida, que vinha de uma sequência de defesas em penalidades incrível. Inclusive, ele pegou uma cobrança de Anelka, pelo Real Madrid, na primeira fase.

O primeiro a bater foi Rincón, o capitão da equipe e jogador mais experiente. Gol do Corinthians. Romário empatou para o Vasco. Fernando Baiano, então, colocou o Timão em vantagem e Alex Oliveira igualou, mais uma vez, para o Vasco. Em seguida, Luizão fez o seu.

Depois disso, brilhou a estrela de Dida, que pegou o pênalti batido por Gilberto. Edu foi para a bola e marcou mais um para o Corinthians, deixando o placar em 4 a 2. Viola bateu para o Vasco e fez 4 a 3. Marcelinho Carioca tentou, mas Hélton defendeu.

Edmundo, na última chance do Vasco, chutou para fora. Com isso, o Timão conquistou o título. Mais de 30 milhões de corinthianos, espalhados pelo mundo, puderam comemorar uma das taças mais importantes da história. Estima-se a presença de mais de 25 mil torcedores do Corinthians, o primeiro campeão do Mundial de Clubes da FIFA, no Maracanã. Quase 24 anos depois da Invasão de 1976, o Rio de Janeiro voltou a ser ocupado pelos alvinegros.

Comentários

x